Como usar a ergonomia a favor dos mobiliários corporativos nos seus projetos.

O ambiente na qual trabalhamos influencia diretamente na produção do nosso trabalho. O conforto ou a falta dele interferem diretamente em nosso bem estar. Quem trabalha em escritório passa grande parte do tempo sentado em frente ao computador e por isso a escolha de mobiliários corporativos confortáveis e ergométrico é indispensável.

Todo bom profissional da arquitetura irá se preocupar em informar aos clientes sobre a importância do bem estar dos funcionários, e o quanto terão a ganhar em qualidade de vida e produção.

O cliente precisa estar ciente que investir em ergonomia nos mobiliários corporativos é necessário, pois todos sairão ganhando, ou seja, a empresa por obter bons resultados e os funcionários em qualidade de vida.

Você sabe como usar a ergonomia a favor dos mobiliários corporativos Quais soluções apresentaria ao seu cliente? Continue conosco e veja quais opções você pode sugerir aos seus clientes!

Cadeiras e poltronas ergonômicas

Antes de tudo é preciso saber se o seu cliente está atualizado. A ergonomia em mobiliários corporativos é algo recente e por isso é importante informa-lo sobre a função de um móvel ergométrico: adaptar os móveis ao corpo do usuário de forma confortável e que colabore com a postura correta.

Quando pensamos em ergonomia a favor dos ambientes corporativos, os primeiros móveis que vem à cabeça são as cadeiras e poltronas, afinal são nelas que os funcionários passam grande parte do tempo. Mas você sabe o que é importante analisar em uma poltrona ou cadeira antes de sugerir o modelo ao seu cliente?

-Apoios de braços: verifique se estão posicionados de forma a proporcionar apoio de forma natural. Alguns modelos possuem regulagem para a altura do apoio de braços. A principal funções destes apoios é proporcionar sustentação aos ombros e aliviar a tensão da coluna cervical.

– Material de revestimento: o material que reveste as cadeiras e poltronas são importantes para promover conforto ao usuário. Deve-se optar por revestimentos que não aqueçam facilmente. O revestimento do assento deve ser plano para facilitar a circulação sanguínea do usuário.

-Encosto: o encosto é responsável por dar suporte a coluna vertebral e é importante que seja regulável quanto à altura e profundidade. Deve ser confortável e respeitar a curvatura do corpo do usuário e proporcionar liberdade de movimento.

Mesas

A mesa é a plataforma onde são realizadas a grande maioria dos trabalhos, portanto o funcionário fica diretamente em contato com ela. Na mesa ficam vários objetos de trabalho como papéis, computadores, telefones. Veja alguns aspectos importantes a serem observados em uma mesa que irá contribuir para a ergonomia a favor dos mobiliários corporativos:

-Altura: a altura da mesa serve de base para a regulagem da altura da cadeira. A altura padrão da norma brasileira está dentro dos 72 a 75 cm. A altura correta favorece a postura do usuário, evitando que fique curvado para frente.

-Profundidade: a mesa precisa ter espaço para o teclado, mouse e computador de forma que o usuário fique em uma distância adequada da tela do computador.

-Espaço inferior: é importante que haja um espaço que acomode as pernas do usuário de forma confortável, e que não precise ficar encolhidas.

-Capacidade de adaptações: também é importante que a mesa seja adaptável caso haja necessidade de adaptações ou que seja preciso acomodar mais objetos de forma harmoniosa. Uma mesa muito pequena, com espaço muito limitado poderá ser um problema para a postura caso o usuário precise acomodar mais material de trabalho

Apoio para os pés

Para muitos é um acessório dispensável, mas o arquiteto responsável deve lembrar o cliente o quanto um apoio ergonômico para os pés contribui para uma postura correta, e ajuda a evitar as dores causadas pela má postura.

Existem modelos simples, mas a grande maioria possui regulagem de altura, proporcionando adaptação a necessidade do usuário. O apoio para os pés é um acessório simples e que fará toda diferença na hora de usar a ergonomia a favor dos mobiliários no ambiente de trabalho.

Apoios de punhos

Uma das atividades mais realizadas por quem trabalha em escritório é a digitação, por isso é importante lembrar e investir no conforto dos funcionários para que realizem seus trabalhos da melhor forma possível. Lembre seu cliente que a L.E.R (lesão por esforço repetitivo) e a tendinite, são doenças que podem afastar funcionários de seus cargos , e que podem ser minimizados ou evitados com o uso de acessórios como o apoio de punhos. Detalhes como estes fazem toda a diferença na hora de usar a ergonomia a favor dos mobiliários corporativos .

Existem apoios de punhos para o teclado e para o mouse, em ambos os casos o apoio ergonômico ajuda a aliviar a tensão que as atividades na utilização do mouse e na digitação causam, além de dar suporte aos punhos.

Oferecer um local de trabalho seguro e confortável é obrigação da empresa, assim como fornecer equipamentos que promovem a segurança dos funcionários. Não se esqueça de informar seus clientes sobre possíveis fiscalizações do Ministério do Trabalho, tais fiscalizações ocorrem para garantir que o ambiente de trabalho é um local seguro e que não ofereça riscos à saúde dos funcionários. Você conhece alguma outra forma de usar a ergonomia a favor dos mobiliários corporativos que não foi citada no nosso artigo? Compartilhe conosco! Se tem alguma dúvida ou se desejar mais dicas entre em contato conosco aqui !