Fisioterapia Buco Maxilo

Confira esse artigo sobre Fisioterapia Buco Maxilo

Com o passar do tempo algumas patologias referentes ao rosto foram descobertas e assim surgiram tratamentos. É normal achar e pensar que fisioterapeutas trabalhem apenas os membros inferiores ou superiores, afinal isso é mais frequente, porém não é apenas isso.

Existem também a crença que o rosto não possuí músculos, pode parecer não lógico, mas muitas pessoas não sabem que nos nossos rostos existem vários músculos e também existe a crença que não se pode fazer fisioterapia para melhora-los.

Fisioterapia buco maxiloSem contar que se pararmos para pensar a fundo, a fonoaudiologia também pode ser considerada uma terapia. Pois, através de exercícios consegue fazer com a voz melhore, a dicção e até outras funções.

Recentemente o cantor Netinho, ficou alguns meses em coma e sem falar, quando acordou não conseguia sequer dizer uma palavra. E nesse momento é que a fonoaudióloga conseguiu através de exercícios fazer com que ele voltasse a falar. E logo após esse processo, Netinho conseguiu até voltar a cantar, o que mostra mais uma vez a importância da terapia.

Mas hoje nós iremos falar sobre a fisioterapia buco maxilo e isso com certeza te interessa, agora vamos deixar de muita conversa e ir direto ao ponto.


Confira aqui outras artigos sobre Fisioterapia

maitland e fisioterapia

Palestra orienta como a fisioterapia pode tratar a incontinência urinária

Pacientes precisam aguardar até quatro meses por fisioterapia

O que é terapia Manual


Fisioterapia buco maxilo- Definição

Tecnicamente a fisioterapia buco-maxilo-facial ou fisioterapia orofacial foi definida em 2004 pela Câmara técnica de fisioterapia orofacial como sendo uma “especialidade da fisioterapia com conhecimentos e técnicas específicas para aliviar dores na face, região oral, cabeça e região cervical, além de restabelecer a função das articulações temporomandibulares, dos músculos mastigatórios e as regiões citadas”.

Nos últimos anos, está especialidade teve uma maior divulgação devido a sua atuação nas disfunções temporomandibulares, mais conhecidas como disfunção de ATM, e nas cefaleias tensionais. Porém, esta vai muito mais além disso, podendo atuar na no pós-operatório de cirurgia buco-maxilo-facias, implantes dentários, cirurgias decorrentes de trauma de face, dentre outras.

Fisioterapia buco maxilo- exemplos

Desordem temporomandibular- No passado está opção também era muito utilizado, porém atualmente não é mais tão comum, já que o próprio procedimento cirúrgico na articulação pode ser motivo de agravamento de alguns problemas.

  • Antrocentrese– Nesse caso a cirurgia vai causar dor e edema logo após o procedimento, então essa dor poderá até fazer com o que o paciente não mexa a boca. Porém, com o começo da fisioterapia logo após o procedimento, o paciente poderá manter a movimentação da boca, até o ponto que essa movimentação mandibular esteja em estado considerado como normal.
  • Ortognática– Logo após a cirurgia o paciente fica com o rosto inchado, e nesse caso a fisioterapia é liberada e assim o paciente começa a movimentar a região da face.
  • Trauma- Também são normais e nesse caso poderá afetar a movimentação, sendo assim, o fisioterapeuta terá que ter cuidado. Já que em alguns casos esses traumas vão afetar até a mastigação do paciente.
  • Neoplasias– Aqui também requer muita atenção, já que esse tipo de cirurgia poderá fazer com o que o paciente tenha sequelas terríveis. Isso poderá apetar a musculatura e até articulação, neste caso, os fisioterapeutas terão que ter sempre muito cuidado.

Talvez o mais importante seja a avaliação, pois é nela que deverá ser feito o planejamento e as etapas do tratamento. Não deve nunca ser descartado a ajuda de algum terapeuta especializado, já que existem certos tipos de procedimentos que podem prejudicar.

Vale ressaltar que citamos apenas os principais, mas podem existir outros casos em que a fisioterapia buco maxilar possa ser necessária.