Fisioterapia indicada da prevenção ao tratamento

Fisioterapia indicada da prevenção ao tratamento

Especialista da Rede StarClub fala sobre o tratamento de patologias através da reabilitação ortopédica

A fisioterapia ortopédica tem como foco tratar as diversas lesões e disfunções relacionadas ao movimento, lesões por esforço repetitivo, dores localizadas e mais uma infinidade de males que afetam nosso corpo. No caso das lesões que não podem ser prevenidas – incluídas as dores adquiridas nas práticas esportivas e nos afazeres do dia-dia, a meta da fisioterapia é fazer com o paciente volte a sua rotina normal, com seus movimentos restabelecidos e com as suas dores amenizadas, inclusive em casos de fraturas ósseas e cirurgias ortopédicas.

O objetivo do especialista neste serviço de saúde é o de acelerar a cicatrização dos pontos afetados e os tecidos em seu redor, contribuindo para a recuperação da força muscular e movimentos reduzidos pela imobilização necessária da região acometida.

De acordo com Igor Basques, especialista da Rede StarClub, após o encaminhamento médico, será definido pelo profissional fisioterapeuta o tratamento adequado para cada tipo de patologia. “Temos que trabalhar as diversas questões relativas à recuperação do paciente em conjunto para que ele fique plenamente recuperado e possa voltar à sua vida normal o quanto antes”, declara.

Ainda no ramo da fisioterapia ortopédica, existem diversos recursos que costumam ser aplicados de acordo com a necessidade de tratamento de cada paciente. Segundo o fisioterapeuta da StarClub, além da ênfase dada em tratamentos específicos, ainda existem as orientações para serem seguidas no dia-dia.

Para Basques, todo o trabalho de reabilitação precisa do comprometimento de todos os agentes envolvidos. “Além da interação entre os profissionais de saúde, o paciente precisa ter em mente que o sucesso de seu tratamento ou prevenção precisa de sua dedicação e esforço. Portanto, nada de faltar às sessões ou interromper o tratamento por conta própria”, recomenda o especialista.

Vários tratamentos em um só…

O profissional fisioterapeuta tem a sua disposição uma diversidade de tratamentos aplicáveis em diferentes casos, com a interação entre eles ou isoladamente. Igor Basques, da Rede StarClub aponta alguns dos mais comuns:

Eletroterapia – A Eletroterapia consiste no uso de correntes elétricas dentro da terapêutica. Os aparelhos de eletroterapia utilizam uma intensidade de corrente muito baixa, são miliamperes e microamperes. Os eletrodos são aplicados diretamente sobre a pele e o organismo será o condutor. Existe uma diversidade de correntes que podem ser utilizadas na eletroterapia, cada qual com particularidades próprias quanto às indicações e contra-indicações. Mas todas elas têm um objetivo comum: produzir algum efeito no tecido a ser tratado, que é obtido através das reações físicas, biológicas e fisiológicas que o tecido desenvolve ao ser submetido à terapia;

Terapia manual – A Terapia Manual é o principal recurso da Fisioterapia Manipulativa para a reabilitação de pacientes não apenas com problemas ortopédicos, mas também reumatológicos, neurológicos, posturais e reabilitação pós-operatória. Sempre que necessário, a terapia manual é associada a Cinesioterapia;

Cinesioterapia – A Cinesioterapia é a parte da Fisioterapia que se utiliza de movimentos ativos do paciente, através da contração muscular voluntária, que pode também ser descrita como exercícios terapêuticos. Tem como objetivo a reabilitação do movimento (cinético-funcional) detectada através de avaliação específica e correlacionada com a disfunção e queixa do paciente, sendo freqüentemente utilizada em conjunto a técnicas de terapia manual. É de extrema importância a sua aplicação, pois sempre que existe uma disfunção do aparelho locomotor humano, existe também uma deficiência ou desequilíbrio da função muscular.