Kinesio Taping Artigo – Kinesio taping: aplicação e seus resultados sobre a dor

Kinesio taping: aplicação e seus resultados sobre a dor: revisão sistemática

Dérrick Patrick Artioli, Gladson Ricardo Flor Bertolini

1Programa de Pós-graduação em Fisioterapia Musculoesquelética pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Centro Universitário Lusíada (UNILUS) – Santos (SP), Brasil

2Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde Aplicadas ao Aparelho Locomotor pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) – Ribeirão Preto (SP)

RESUMO- O Kinesio taping vem sendo utilizado cada vez mais em diversas condições, porém, seu efeito hipoalgésico e mecanismo de ação não apresentam resultado científico. Portanto, os objetivos deste estudo foram descrever os princípios do método e, principalmente, analisar quais foram os resultados dos ensaios clínicos, com grupo controle, referente à dor com Kinesio taping. Foram pesquisadas as bases de dados PubMed, SciELO, Lilacs, Scirus e Google Acadêmico, com o uso das palavras-chave: Kinesio Taping e Kinesio Tape associadas ou não à dor. Foram selecionados 10 ensaios clínicos referentes à dor e Kinesio taping, os mesmos foram avaliados por meio da escala PEDro e seus resultados analisados. Kinesio taping proporcionou redução da dor superior, semelhante ou inferior a outros grupos (controle, placebo ou técnica). A aplicação continua utilizando os princípios de Kenzo Kase, a teoria das comportas é a mais descrita até o momento para justificar o efeito hipoalgésico e os efeitos só foram encontrados em curto prazo (24 horas a 1 semana). A redução da dor proporcionada por Kinesio taping foi semelhante ou pouco superior a outras intervenções, não representando motivo para que esse seja o principal tratamento de escolha, sendo considerada técnica adjunta ou complementar.

Palavras-Chave: Fisioterapia; Modalidades de Fisioterapia; Reabilitação

Ficou interessado na técnica de Kinesio Tape?

Confira nosso curso completo de Bandagem Funcional clicando aqui

INTRODUÇÃO

Desenvolvida originalmente em 1973 por Kenzo Kase no Japão, Kinesio taping (KT), também conhecida como bandagem elástica, é um método relativamente novo, que se tornou mais popular nos ultimos 10 anos, após a divulgação proporcionada em grandes eventos como os jogos olímpicos. A fita é livre de látex, com capacidade adesiva acrílica e ativada pelo calor do corpo, feita de fio elástico de polímero envolto por fibras de algodão (100%). Suas características superam as fitas geralmente utilizadas em bandagens por permitir secagem rápida, maior tempo de uso e ser mais fina e mais elástica (alongamento/estiramento longitudinal de 55 a 60% da sua posição de repouso ou elasticidade total de 120 a 140%), o que facilita envolver tecidos e articulações com maior precisão. De acordo com seu criador, a KT proporciona: (1) correção da função muscular por fortalecer músculos fracos; (2) estímulo cutâneo que facilita ou limita movimento; (3) auxílio na redução de edema por direcionar exsudatos em direção a ducto linfático e linfonodos; (4) correção do posicionamento articular por amenizar espasmos musculares; e (5) redução da dor por vias neurais

Com tantos possíveis benefícios, além de seu uso em condições ortopédicas clássicas, surgem aplicações em diversas afecções como, por exemplo, acidente vascular encefálico, sialorreia na paralisia cerebral, esclerose múltipla, pós-mastectomia, entre outros. Apesar de bastante utilizada na prática, o mecanismo de ação da KT ainda não é completamente compreendido e as evidências científicas são limitadas e controversas em relação ao efeito hipoalgésico. Sendo assim, faz-se necessário analisar se o uso da KT, na dor, gera efeitos superiores, semelhantes ou inferiores a outras formas de tratamento, se é apenas um efeito placebo ou incapaz de proporcionar mudança significativa a um grupo controle. O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática para relatar os princípios do método e principalmente, analisar quais foram os resultados dos ensaios clínicos com grupo controle referente à dor com a KT.

Veja esse artigo completo sobre a Kinesio Tape