Junho, 2018

23Jun(Jun 23)08:3024(Jun 24)18:30Curso de Terapia ManualSão Paulo

Saiba mais

Detalhes do Curso

Será ministrado o Curso de Terapia Manual em São Paulo.

O curso possui carga horária de 20 horas/aula sendo que 80% é Prático. O curso acontece sempre de sábado e domingo das 8h30 às 18h30.

Veja abaixo o conteúdo programático do Curso de Terapia Manual:

– Anatomia;

– Anatomia Palpatória;

– Biomecânica;

– Avaliação subjetiva e objetiva;

– Palpação de partes moles e partes ósseas;

– Testes Especiais baseados em evidência;

– Conceitos e princípios da terapia manual;

– Trigger Points de Músculos Chaves;

– Técnicas de mobilização articular;

– Técnicas de manipulação articular;

– Técnicas de Músculo Energia.

Confira abaixo o ministrante do curso de Terapia Manual:

Prof. Me. André Nogueira Ferraz de Carvalho e Silva

CREFITO 3: 161606-F – Graduado em Fisioterapia pelo Centro Universitário São Camilo, Especialização em Fisioterapia Músculo Esquelética pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com o título de “Tendinopatia do Calcâneo: Causas e Tratamento”. Mestrando em Ciências da Reabilitação pela Universidade Nove de Julho na área de joelho. Possui cursos nas áreas de Bandagens Funcionais e Bandagens conceito McConell, Método Therapy Taping, Estabilização Segmentar, Maitland e Método Mulligan . Atualmente atua nas áreas de Fisioterapia em Ortopedia, Traumatologia e Esporte.


CLIQUE AQUI, CONFIRA TODAS AS INFORMAÇÃO DO CURSO DE TERAPIA MANUAL E GARANTA SUA VAGA

Outras informações

[email protected] ou 0800-878-3142


Análise da mobilidade lombar e influência da terapia manual e cinesioterapia na lombalgia

Josyane Ulian Briganó, Christiane de Souza Guerino Macedo

Resumo

Este trabalho objetiva comparar os efeitos da terapia manual e cinesioterapia em pacientes com lombalgia, bem como a mobilidade lombar de indivíduos com e sem dor nesta região.

Para evidenciar os efeitos da terapia manual e cinesioterapia, utilizou-se uma amostra de conveniência composta por 25 indivíduos com idade entre 18 – 65 anos, diagnóstico clínico de lombalgia crônica; foram excluídos os pacientes com cirurgias lombares, doenças reumáticas, fraturas e submetidos a outro tratamento clínico.

Estes submeteram-se a avaliação da dor pela Escala Visual Analógica (EVA), da mobilidade lombar pelo teste de Shöber e ao tratamento composto por 30 sessões de fisioterapia (terapia manual e cinesioterapia), posteriormente foram reavaliados somente pela escala de dor. Para a análise da mobilidade lombar pelo teste de Schöber, estabeleceu-se um grupo controle, de mesma idade e gênero, com 25 indivíduos assintomáticos.

Analisou-se estatisticamente o resultado da EVA dos indivíduos com lombalgia, antes e após o tratamento, pelo teste de Wilcoxon Signed Ranks Test. Para evidenciar a diferença de mobilidade lombar entre indivíduos com lombalgia e assintomáticos, aplicou-se o teste “t” de Student para amostras não pareadas. A significância estatística estipulada foi em 5% (p<0,05).

Como resultado, foi encontrada diferença estatisticamente significante na comparação da EVA antes e após o tratamento fisioterápico (p< 0,05) e também para a mobilidade da coluna lombar em indivíduos sintomáticos e assintomáticos (p<0,05).

Concluiu-se que a cinesioterapia e a terapia manual têm influencia significativa na melhora da lombalgia e que a mobilidade lombar é diminuída quando comparada a indivíduos assintomáticos.

Horarios

23 (Sabado) 08:30 - 24 (Domingo) 18:30

Local

Local São Paulo

Rua Peixoto Gomide 282 - Jardim Paulista

Organizador

CampCursos - EventosWhatsApp (41) 99644-3615 0800-724-8322

X